Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GAI - Gabinete de Apoio e de Intervenção

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Para esclarecer, sensibilizar e intervir.

GAI - Gabinete de Apoio e de Intervenção

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Para esclarecer, sensibilizar e intervir.

Apoio on-line

Tenho um filho com cerca de 2 anos, o qual lhe foi diagnosticada uma Paralisia Cerebral. Actualmente apresenta um atraso no seu desenvolvimento global, nomeadamente na parte cognitiva. O que me leva a este contacto é o facto do meu filho ter sido inserido no passado Ano Lectivo no Programa de Intervenção Precoce do Agrupamento ... tendo o apoio de uma Educadora do Ensino Especial 4h por semana, no entanto e por falta de colocação na referida Escola, de Educadoras do Ensino Especial para darem apoio educativo às crianças com necessidades Educativas Especiais, este ano o meu filho ainda não iniciou o referido Programa, não existindo sequer nenhuma data para o começo do mesmo. Em contactos com a Escola e com a Direcção Regional, fui informada que das 7 Educadoras solicitadas pela Escola só 1 foi colocada, sendo que nenhuma das Entidades poderá resolver esta situação. Nesta situação e neste Agrupamento estarão cerca 60 crianças que se encontram sem Apoio Educativo. Pelo que a minha questão é se estas crianças não têm o mesmo direito das outras crianças. Afinal o Ano Lectivo começou, a questão é se será que começou para todos? Atentamente

Cláudia


Obviamente que sim! Essas crianças têm o mesmo direito das outras, só que infelizmente vivemos num país que vive dependente de números, de comparações, de rankings, enfim... De aparências. Este último governo, em conjunto com o seu ministério (da educação) têm apresentado muitas mudanças. Mas a verdade é que essas mudanças têm dificultado a vida de professores, funcionários e outros técnicos. Repare tão somente nisto: é fácil oferecer actividades extra curriculares no 1º ciclo (inglês, educação física, etc.), contudo as escolas não têm condições, os horários são desajustados e os professores são mal pagos e estão a recibo verde... é fácil oferecer computadores, quando muitos alunos tem problemas graves de alimentação, de segurança, de negligência... As escolas têm cada vez menos funcionários e professores, porém, o trabalho exigido é o mesmo ou ainda maior. Ao nível da educação especial, por vezes existe apenas um professor por agrupamento, ou mesmo quando são dois ou três são insuficientes... Enfim... É o país que temos! Infelizmente terão de ser os pais a mobilizar-se no sentido de melhorar a situação dos seus educandos. Estamos disponíveis para ajudar no que precisar.

Aqui ficam algumas entidades onde pode enviar a sua carta:

http://www.min-edu.pt/

 

http://www.dgidc.min-edu.pt/

 

http://www.min-edu.pt/np3/alunos

 

http://www.portugal.gov.pt/Portal/PT/Governos/Governos_Constitucionais/GC17/Ministerios/ME/

 

http://www.sg.min-edu.pt/

 

http://www.cnedu.pt/index.php?section=1

 

http://www.gepe.min-edu.pt/

 

http://www.presidencia.pt/

 

http://www.mp.gov.pt/mp/pt/default.htm

 

http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/pt/

 

http://www.pcd.pt/

 

http://web.educom.pt/paulaperna/direitos_crianca_2.htm

Boa sorte e muita força.


 

1 comentário

Comentar post