Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

EDUCAÇÃO DIFERENTE - Gabinete de Apoio e de Intervenção

EDUCAÇÃO, SOCIEDADE E DEFICIÊNCIA

EDUCAÇÃO DIFERENTE - Gabinete de Apoio e de Intervenção

EDUCAÇÃO, SOCIEDADE E DEFICIÊNCIA

Divulgação

CENTRO ABA

O ABA – Centro de Terapias Comportamentais, situado na Av. De Sintra, lote 2 em Cascais, é um centro destinado à resolução de problemáticas e/ou patologias comportamentais, cognitivas e emocionais, através da intervenção adaptada e individualizada, contribuindo para a mudança social a nível individual, grupal e comunitário. Destina-se, também, à investigação na área de intervenção comportamental e à realização de acções de formação para pais, técnicos, educadores e outros interessados, contribuindo para uma maior consciência pública da eficácia das estratégias comportamentais. Por fim, produz e vende material terapêutico dirigido às crianças com necessidades educativas especiais, trazendo novidade a um mercado quase inexistente. O centro oferece serviços terapêuticos e formativos com base na análise comportamental aplicada (Applied Behaviour Analysis), uma área de investigação completamente inovadora em Portugal, apesar de estar estabelecida e reconhecida em outros países como Inglaterra, Estados Unidos da América, Brasil, Israel e mais recentemente em Espanha.

O êxito deste projecto teve início no ano de 2005, quando a Dra. Reut Peleg, pioneira deste mesmo, aceitou o primeiro caso. A Dra. Andreia de Carvalho e a Dra. Nicole Dias juntaram-se mais tarde, tendo em 2008 criado juntas a Ideiaba, Lda. Desde então a equipa clínica tem sido gradualmente reforçada com a formação de novas terapeutas para o projecto. Actualmente, o Centro ABA intervém com 14 casos de indivíduos com idades compreendidas entre os 3 e os 19 anos, com diversas problemáticas do foro comportamental e psicológico. A grande maioria dos casos que nos chegam referem-se a Perturbações do Espectro do Autismo, no entanto, existem outras, desde Epilepsia, Atraso Mental, Trissomia21 e Perturbações alimentares.

Esta metodologia é cientificamente provada e fundamentada, permite a intervenção no ambiente natural, sendo as terapias realizadas em casa e/ou na escola, e de forma verdadeiramente intensiva (de 20 a 40 horas semanais de terapia), promovendo a colaboração entre todas as partes envolvidas, como os pais, educadores e técnicos. Cada criança tem uma equipa de terapeutas (entre dois a três), das quais um é destacado líder e se responsabiliza por analisar, semanalmente, todos os dados da terapia. Desta forma os objectivos adquiridos serão substituídos por novos objectivos que a criança irá aprender. Existem, ainda, reuniões semanais com toda a equipa clínica e reuniões mensais com os terapeutas e os pais da criança.

O projecto assenta em vários critérios e valores de peso, nomeadamente, a paixão pelo trabalho, o forte sentido de missão e determinação, o reconhecimento pelas famílias que procuram os nossos serviços, o êxito das terapias no crescimento e desenvolvimento das crianças que apoiamos, o bom trabalho e parcerias importantes a nível internacional. É um projecto pensado e traçado para vincar, com os olhos postos no futuro.

 


Vanessa Tarelho