Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

EDUCAÇÃO DIFERENTE - Gabinete de Apoio e de Intervenção

EDUCAÇÃO, SOCIEDADE E DEFICIÊNCIA

EDUCAÇÃO DIFERENTE - Gabinete de Apoio e de Intervenção

EDUCAÇÃO, SOCIEDADE E DEFICIÊNCIA

Apoio on-line

Olá, meu nome é Dinair Lima sou graduada em Educação Física e pós-graduanda em Ciências da natação, estou fazendo uma pesquisa sobre os benefícios da natação e/ou hidroginástica para portadores de sindrome de west, achei muito interessante seu texto e adoraria que me mandasse material se possível. Desde já agradeço um abraço.

Nos últimos anos, muito se tem falado, muito se tem escrito sobre os efeitos benéficos das actividades na água para os alunos portadores de deficiência... O Síndrome de West é um tipo raro de epilepsia, chamada de "epilepsia mioclónica". As convulsões que a doença apresenta são chamadas de mioclonias e podem ser de flexão ou de extensão, e afectam geralmente crianças com menos de um ano de idade. Cada espasmo começa repentinamente e dura menos de alguns segundos. Tipicamente, os braços distendem-se e a cabeça pode pender para a frente e os olhos fixam-se num ponto acima. No início, a criança pode experimentar um ou dois espasmos de cada vez, mas, no decorrer de um período de dias ou semanas, estes evoluem para dúzias de espasmos que ocorrem em intervalos de poucos segundos.
Há uma grande melhoria dos espasmos infantis com uso intensivo do ACTH (hormônio adrenocorticotrófico ) nas suas apresentações injectáveis como: ACTHAR ( Corticotrophin) da Rhône Poulenc Rorer Pharmaceutical inc ou a sua forma de H.P.ACTHAR Gel (Repository Corticotrophin injection). Há quem defenta, porém,  a utilização desta medicação apenas em casos de Síndrome de West considerados criptogénicos, e não em espasmos infantis resultantes de lesões cerebrais, por exemplo. Há casos em que a resposta terapêutica pode aparecer em até 48 ou 72 horas após aplicação de uma primeira dose do ACTH, podendo haver uma possibilidade de recidiva de crises nos casos considerados mais graves na dependência da precocidade do diagnóstico e da extensão e gravidade da lesão cerebral associada. Outros anticonvulsivantes têm sido utilizados, isoladamente ou em combinação nos casos de espasmo infantis, como o Clonazepam, o Ácido Valpróico, o Fenobarbital e o Vigabatrin. No que concerne ao tratamento fisico, devemos seguir as etapas de maturação de acordo com cada criança.
Em todo paciente com Síndrome de West precisa trabalhar-se primeiramente a extensão de cabeça e do tronco, para que depois, então a criança seja estimulada a começar a rolar, arrastar, gatinhar, sentar... etc.. Na piscina, o calor da água ajuda a aliviar a espasticidade, mesmo que o alívio seja temporário. Entretanto, à medida que a espasticidade diminui, movimentos passivos podem ser administrados em maior amplitude com menor desconforto para o paciente. Deste modo a amplitude articular pode ser mantida. Os movimentos passivos devem ser efectuados lentamente e ritmicamente , começando com o tronco e articulações proximais, gradualmente incluindo as articulações distais. Os movimentos devem a princípio ser de natureza oscilatória e a seguir de natureza rotatória. O tronco e os membros devem ser movidos em padrões de movimento com inibição reflexa. O paciente deve respirar profundamente e calmamente, e o momento do estendimento máximo deve coincidir com a expiração. A principal dificuldade em obter uma fixação estável para ambos os pacientes e o terapeuta.
Para Lépore (1999), podemos conseguir os seguintes efeitos obtidos com exercícios terapêuticos da água, considerando os vários tipos de deficiências, tais como:

·         Diminuição de espasmos e relaxamento muscular;

·         Alívio da dor muscular e articular;

·         Manutenção ou aumento da amplitude do movimento articular;

·         Fortalecimento e aumento da resistência muscular localizada;

·         Melhoria circulatória e na elasticidade da pele;

·         Melhoria no equilíbrio estático e dinâmico;

·         Relaxamento dos órgãos de sustentação (coluna vertebral)

·         Melhoria da postura;

·         Melhoria da orientação espaço-temporal.

Sugestões:

http://edif.blogs.sapo.pt/29535.html

http://moisesapertbr.br.tripod.com/moisesapertbr/id13.html

http://www.e-familynet.com/artigos/articles.php?article=450

http://www.artigonal.com/medicina-artigos/sindrome-de-west-na-hidroterapia-593689.html

http://www.westmariana.com/principal.htm

http://ciepre.blogspot.com/2007/09/sindrome-de-west.html

http://www.ruadireita.com/desporto/info/os-beneficios-da-natacao/

http://www.efdeportes.com/efd106/beneficios-da-natacao-para-alunos-com-lesao-medular.htm

http://www.efdeportes.com/efd53/aquat.htm

http://beneficiosnatacao.blogspot.com/2007/04/natao-para-deficientes-fsicos.html

http://www.efdeportes.com/efd53/aquat.htm

http://www.assidef.org/index.php?option=com_content&task=view&id=20&Itemid=25

BOM TRABALHO!