Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GAI - Gabinete de Apoio e de Intervenção

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Para esclarecer, sensibilizar e intervir.

GAI - Gabinete de Apoio e de Intervenção

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Para esclarecer, sensibilizar e intervir.

Educação especial e inclusiva: Mudanças para a escola e sociedade

Educação especial e inclusiva: Mudanças para a escola e sociedade

Educacao Especial E Inclusao Educacional

Educacao Especial E Inclusao Educacional

Apoio on-line

Boa noite, Sou mãe de um menino de 2 anos e meio que está a ser acompanhado pela UADIP (Unidade de Avaliação do Desenvolvimento e Intervenção Precoce) do Porto e pela Pediatria de Desenvolvimento do Hospital Pedro Hispano, pois foi-lhe diagnosticado um atraso global do desenvolvimento aos 2 anos. Estava em casa com as avós e ingressou imediatamente no infantário. Há dias, na última consulta com a pediatra de desenvolvimento, que lhe fez os testes de Griffith, o meu filho obteve a pontuação global de 69, com a seguinte distribuição: A = 68, B = 65, C = 75, D = 63, E = 75. A médica enquanto escrevia o relatório para a UADIP disse-nos que iria actualizar a pontuação, pois viu o meu filho fazer coisas que não viu durante os testes, mas não deve ter sido nada de substancial. Ela explicou-nos que o menino estava num nível de desenvolvimento "borderline", mas deu-nos esperanças de que, com o devido estímulo, o nosso filho poderá passar para valores entre os 80-90, mas para não termos expectativas de mais. No entanto isto já permitiria que ele entrasse na primária ao nível dos outros meninos. Como ele ainda pouco fala, nas próximas consultas da UADIP deveremos definir se vamos enveredar pela terapia da fala e provavelmente também pela terapia ocupacional, visto que ele também tem falhas ao nível da motricidade, é considerado um pouco hipotónico. Numa pesquisa pela Internet, descobri o vosso site e desde já vos dou os parabéns, pois quando diagnosticam problemas deste tipo aos nossos filhos, sentimo-nos muito perdidos e não é fácil encontrar informação clara e perceptível para não-profissionais, tal como acontece no vosso espaço. O que vos queria pedir, se não for abusar da vossa disponibilidade, é se concordam com a opinião da pediatra de que o meu filho poderá entrar na escola em pé de igualdade com outras crianças da mesma idade. Existem mesmo casos de sucesso em crianças nas circunstâncias do meu filho? Crianças que vieram a alcançar um patamar de desenvolvimento dito "normal"? Desde a nascença que o meu filho foi um bebé muito sossegado e veio fazendo as suas conquistas no limite. Deu os primeiros passos aos 18 meses, por exemplo, mas só andou completamente solto aos 21 meses. No entanto, é extremamente sociável, gosta muito de convívio tanto com crianças como com adultos. Mas dizem-nos que continua muito bebé. Repete tudo, mas não diz frases de mais de 2 palavras, ainda domina mal a colher, é preguiçoso para mastigar, ainda não salta. Mesmo a postura dele ainda dizem ser imatura (barriga para a frente). No início, ainda se acreditava que ele tinha um "timming" muito próprio, mas com o passar do tempo foi-nos sendo apresentada a tese de atraso no desenvolvimento. Será que ele virá a dar um "pulo" e recuperar ao nível dos outros meninos? Sem mais de momento, e agradecendo desde já a atenção dispensada, subscrevo-me com os melhores cumprimentos. Atentamente,

Peço desculpa, mas esqueci-me de referir um pormenor que considero importante: o meu filho está a ser tratado a uma otite serosa que aparentemente lhe afecta a audição. A descoberta foi feita através de um timpanograma que se revelou com níveis muito baixos. Juntamente com o nosso otorrino estamos a analisar a hipótese de ele vir a ser operado às adenóides. No entanto, já lhe realizámos os potenciais evocados auditivos e a audição dele não está comprometida. Berta

Em nome do gabinete de apoio e de intervenção da apie começo por pedir desculpa pela resposta tardia... Mas temos demasiados pedidos e não somos muitos... Enfim... Seria necessário conhecer melhor o caso do seu filhote para podermos opinar melhor acerca do assunto. Contudo, posso dizer-lhe que já conheci e conheço imensos casos de sucesso de crianças e jovens com problemáticas bem mais graves que a do seu filho... As crianças e jovens, de uma forma geral necessitam de ser estimulados e incentivados para realizarem aquisições e desenvolverem as competências necessárias para a vida em sociedade. Não tenho dúvidas (embora não conheça o caso com exactidão) de que o seu filho poderá entrar na escola em pé de igualdade com outras crianças da mesma idade... Não se esqueça que as crianças têm ritmos de aprendizagem diferentes, vivências e ambientes familiares desiguais e que muitas delas não têm uma maturação tão precoce.... Cabe aos pais, em conjunto com professores, educadores e restantes técnicos envolvidos no processo ensino aprendizagem do aluno ajudar o mesmo na superação das suas dificuldades e na realização das aprendizagens... Pode ter a certeza de que o seu filhote ainda vai dar muitos “pulos” ao longo da sua vida, ao nível cognitivo, sócio-afectivo e motor. O Atraso Global do Desenvolvimento Psicomotor pode ser definido como um atraso significativo em vários domínios do desenvolvimento, nomeadamente ao nível da motricidade fina/grosseira, da linguagem, da cognição, das competências pessoais e sociais, das actividades da vida diária, etc. As suas características são diversas: heterogénea na etiologia e no perfil fenótipico; prevalência desconhecida mas estimada em entre 1 e 3% das crianças com menos de 5 anos de idade; atraso significativo que se situa 2 desvios padrão abaixo da média (dentro da mesma idade) – QI igual ou inferior a 70%. Ao nível da intervenção, e numa primeira fase, esta deve ser efectuada pelo médico comunitário que acompanha a criança, para posteriormente se estabelecer o diagnóstico de um atraso ao nível do desenvolvimento. Este diagnóstico é difícil de efectuar devido à grande variação que existe nas aquisições entre as crianças ditas “normais”. Este diagnóstico revela-se eficaz se este for resultante da avaliação do desenvolvimento infantil com vigilância contínua, através da monitorização das áreas de desenvolvimento. Ao contrário, não é eficaz se resultar de um procedimento de rastreio, que consiste numa consulta específica, tendo em conta a idade, a evolução do peso, o crescimento, o perímetro craniano, entre outros. Alguns sinais de alerta: Motricidade grosseira: não rebola, não puxa, não fica de pé, não anda em linha, … Motricidade fina: não segura, não junta as mãos, não faz construções, tem dificuldades de preensão, … Linguagem: não palra, não diz palavras, não constrói frases, não compreende, não fala de um modo inelegível, … Cognição: não procura, não se interessa por jogos, não categoriza semelhanças, não sabe o nome próprio ou apelido, não sabe contar, não sabe as cores ou qualquer letra, … Psicossocial: não ri, não estranha, não se consola nem aceita mimos, agride sem provocação, não brinca com outras crianças, … Deve existir um esforço no sentido de detectar alterações do desenvolvimento o mais precocemente possível através da - intervenção precoce – apesar da maioria dos problemas cognitivos se detectarem só com a entrada para a escola (dislexia, discalculia, etc.). Esta intervenção auxiliará as crianças e as famílias a encontrarem um equilíbrio justo de expectativas e de estimulação adequada. Em suma, é necessário que estimulem o desenvolvimento global da criança, através da música, do computador, do desporto, etc... O importante é não parar.

Aqui ficam alguns links de interesse (artigos e formas de intervenção):

http://edif.blogs.sapo.pt/19654.html

http://edif.blogs.sapo.pt/568.html

http://www.sitiodosmiudos.pt/sitio.asp

http://www.junior.te.pt/servlets/Jardim?P=Jogos

http://www.asolutionforyou.com/Parking%20Game/scoregame/Game.htm

http://www.coloring.com/pictures/choose.cdc

http://www.domingosnotransito.pt/domingos.htm

http://cantinhodateresa.no.sapo.pt/

http://mocho.pt/cab/

http://nonio.eses.pt/contos/andersen.htm

http://www.meddybemps.com/letterary/guide_and_archives.html

http://www.spotthedifference.com/

http://web.educom.pt/escolovar/mat_2operacoes_descobrre_10numeros.swf

http://jogoseducativos.jogosja.com/

http://www.noddy.com/funtime/index_pt.html

http://www.mathplayground.com/math_manipulatives.html

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/ca/index_ca.htm

http://www.estadinho.com.br/index3.html

http://www.poissonrouge.com/

Qualquer dúvida contacte... Bom Trabalho! 


2 comentários

Comentar post